Mercado de Trabalho

CEO, CFO, CTO... Conheça os principais cargos C-Level

Por Redação   | 

 Tag: Mercado de Trabalho

Os cargos C-level de uma empresa nada mais são do que os cargos de alta administração estratégica que tomam decisões importantes para a área que gerenciam.

Existem diversos deles, desde o CEO, que é mais conhecido, até o COO e o CHRO.

Os cargos C-level surgiram da necessidade de se ter especialistas estratégicos encabeçando cada área da organização.

E para deixar estes cargos mais claros para você, trouxemos informações neste artigo sobre como surgiram, suas responsabilidades e o que se espera de um profissional que assume um deles.

Você vai conferir:

O que faz um executivo C-Level?
Conheça os principais cargos C-Level de uma organização
O perfil do profissional que ocupa um cargo C-Level
Conclusão

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que faz um executivo C-Level?

Conforme as organizações se adaptaram à evolução do mundo dos negócios, percebeu-se a necessidade de uma liderança que também se adaptasse.

Os cargos C-level, também conhecidos como C-suite, nasceram dessa importância de adaptação.

E isso resultou em uma gestão executiva estratégica e especializada em uma determinada área.

A ideia que fundamenta o surgimento de CEOs, CFOs, CTOs, etc., é de que ter pessoas dedicadas integralmente a pensar a estratégia de um departamento ajuda a empresa inteira.

Para que uma empresa consiga estar alinhada estrategicamente de maneira geral, o time de C-levels também precisa estar.

Isso ajuda a garantir que todos os departamentos estão caminhando para o mesmo lugar e se esforçando pelos mesmos resultados para a organização.

O time de cargos C-level é composto pelos profissionais de maior poder decisório dentro da organização.

Eles são a liderança de uma determinada área e tomam decisões por esta área. Temos visto, cada vez mais, surgirem lideranças estratégicas específicas.

Um exemplo são os departamentos de marketing, tecnologia e recursos humanos ganhando seu próprio C-level.

A palavra de ordem para esses profissionais é a gestão.

Isso porque um C-level nada mais é do que um gestor de departamento, porém preocupado muito mais com tomar decisões que afetem o futuro da organização e menos com processos e rotina.

Cargos C-level em startups

É bastante comum vermos startups distribuindo cargos C-level, mesmo que a estrutura da empresa ainda seja pequena e o papel do líder de departamento ainda misture a estratégia e a operação.

Na maior parte das vezes, são os fundadores da startup que assumem esses cargos.

Porém, a estruturação de uma liderança estratégica não costuma funcionar muito bem quando o executivo também precisa ter papel operacional.

Lembrando que a ideia fundamental dos cargos C-level é ter uma liderança dedicada a pensar a estratégia.

E como, nas fases iniciais de uma empresa, os profissionais costumam ter um perfil “faz-tudo”, o objetivo de se ter um executivo C-level pode não funcionar como intencionado.

Conheça os principais cargos C-Level de uma organização

Embora os cargos C-level mais conhecidos sejam o CEO e o CFO, existem muitas outras lideranças estratégicas despontando.

É preciso dizer aqui que a quantidade de cargos C-level dentro de uma organização vai depender de sua atividade e, especialmente, de seu tamanho.

Confira abaixo os principais cargos C-level existentes e suas funções:

CEO - Chief Executive Officer

Este é o cargo C-level mais conhecido e aquele que ocupa a posição mais alta dentro da empresa.

O CEO é o profissional responsável por manter todos os departamentos unidos em uma mesma visão de negócio.

Além disso, é ele quem se responsabiliza por levantar capital para a empresa, expandir as operações e guiar o desenvolvimento de talentos.

Isso porque ele precisa garantir que o time mantenha não só sua qualidade técnica, mas uma cultura semelhante.

CFO - Chief Financial Officer

Já o CFO é o líder estratégico do departamento financeiro. Ele é o responsável por gerenciar os recursos da empresa.

Também entre as responsabilidades do CFO estão: assegurar que a organização tem capital suficiente para continuar operando e crescendo, além de manter os investidores informados sobre como estão caminhando as operações.

CEO, CFO, CTO... Conheça os principais cargos C-Level

CTO - Chief Technology Officer

Por sua vez, o CTO é o responsável pela área de tecnologia da empresa. E muito se engana quem pensa que esse cargo existe apenas em empresas de tecnologia.

A presença de um CTO em uma organização pode ajudar na transformação digital da empresa e em sua adaptação a, e adoção de, avanços tecnológicos.

Este líder também pode ter papel fundamental no setor de produto. Isso porque ele pode trazer inovações e novas abordagens para o desenvolvimento.

Algumas empresas adotam este cargo sob o nome de CIO (Chief Information Officer) cumprindo a mesma função, de conduzir o uso da tecnologia no negócio.

COO - Chief Operating Officer

Considerado o braço direito do CEO, o COO é o responsável por supervisionar toda a operação dentro do negócio.

Isso significa que ele tem a responsabilidade de garantir que a visão do CEO está se concretizando em todos os níveis da operação.

Característica essencial do COO é saber lidar com pessoas, isso porque ele precisa se envolver na rotina e no dia a dia do negócio.

CMO - Chief Marketing Officer

Dentro do C-suite ainda existe a figura do CMO, o responsável pela visão estratégica e apurada no setor de marketing de uma organização.

Este profissional tem como função conduzir e supervisionar as ações de atração e fidelização de clientes.

É essencial que ele esteja bastante próximo do CEO e do COO para que suas decisões estejam alinhadas com a visão geral da empresa.

CHRO - Chief Human Resources Officer

Por fim, o cargo de CHRO pertence à liderança responsável pelo setor de recursos humanos de uma organização.

E pode parecer extremo pensar que até mesmo este setor tem um C-level, porém o RH se prova como extremamente estratégico.

Ele é o responsável por atender à demanda de capital humano de uma empresa e também por capacitar colaboradores e lideranças, assegurando que o negócio tem o que precisa para funcionar sem problemas de fit cultural e competências.

Por isso, parte das responsabilidades do CHRO é assegurar o cumprimento das políticas de relacionamento, gestão de carreiras e descoberta de novos talentos.

O perfil do profissional que ocupa um cargo C-Level

E agora que você já entendeu o que são os cargos C-levels e o que faz cada um deles, pode ser que tenha passado pela sua cabeça a dúvida de como se tornar um.

O primeiro passo para chegar em um cargo C-level é entender o perfil desejado e o que é esperado deste profissional.

É apontado que um CEO, CTO, CFO, etc., precisa ter as seguintes competências:

  • Liderança;
  • Pensamento crítico;
  • Posicionamento estratégico;
  • Habilidade de delegar;
  • Comunicação clara e assertiva;
  • Conhecimento técnico;
  • Integridade;
  • Visão holística do negócio.

Além destas competências, um relatório do Harvard Business Review aponta que:

“Para ter sucesso como executivo do C-Level, o indivíduo precisa ser um bom comunicador, um colaborador e um pensador estratégico – e achamos que a tendência de buscar [profissionais com] uma orientação comercial geral em vez de uma orientação funcional continuará.”

Ou seja, desenvolvendo as competências listadas, você tem mais chances de chegar a um cargo C-level na empresa onde atua, empreendendo ou em outra organização.

Também existe algo a se levar em conta na decisão de perseguir essa carreira: o tempo que um cargo de C-level demanda do profissional.

Por isso, esteja ciente de que esse cargo demandará tempo, além da necessidade de se desenvolver como profissional constantemente.

Conclusão

Neste artigo, conversamos sobre o que são os cargos C-level, o que faz cada um deles e qual é o perfil profissional de um gestor C-level.

Vimos também que, para se tornar um profissional neste tipo de cargo, é necessário desenvolver competências específicas, algo que você pode fazer através de desenvolvimento pessoal e novos conhecimentos.

E uma maneira de fazer isso é através de pós-graduações focadas em gestão.

No EAD FAESA, você encontra oito MBAs em áreas diversas para se aprofundar na sua área de atuação e desenvolver seus conhecimentos, habilidades e competências.

Dentre estes cursos, por exemplo, você pode conferir alguns que ajudam a melhorar sua visão estratégia, o que pode ajudar a conquistar um cargo C-level no futuro. Confira:

Além disso, fazer um MBA no EAD FAESA traz aceleração de carreira.

Isso porque nossos cursos são múltipla certificação, onde você conquista um certificado a cada três meses e ainda tem acesso a um acompanhamento de carreira.

Confira todos os cursos de pós-graduação oferecidos neste link.

Leia também: