EAD

Como organizar uma rotina de estudos EAD?

Por Redação   | 

 Tag: EAD

Muitos alunos que escolhem estudar a distância temem por não conseguir bons resultados. O desafio é ainda maior para os estudantes que trabalham e estudam ao mesmo tempo.

Mas, calma! Primeiro, temos que ter em mente que o aprendizado é um processo contínuo, que é construído todos os dias.

O grande segredo é estudar um pouco diariamente, respeitando, é claro, os seus horários e os seus limites.

Assim, é preciso de muito planejamento, foco e disciplina. Neste artigo vamos dar algumas dicas sobre como organizar uma rotina de estudos EAD.

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Crie um calendário de estudos

Para criar um calendário de estudos, liste todas as disciplinas que você está cursando no semestre. Depois, cite todos os conteúdos e defina quais você tem mais facilidade e quais precisam de atenção redobrada.

Assim, procure misturar conteúdos nos quais você tem mais dificuldade com conteúdos mais fáceis: isso ajuda a manter seu foco e concentração.

Você pode fazer esse calendário em uma agenda física ou, ainda, em ferramentas online, como o Excel, o Google Agenda, o Trello ou o Evernote.

Defina um horário para estudar

Na sua agenda, indique um horário para o estudo e encare-o como um compromisso. 

Você trabalha em turno integral e tem disponibilidade somente à noite? Então reserve algumas horas nesse período para encaixar os estudos na sua agenda. 

Trace metas realistas

Já comentamos que a organização é um aspecto super importante para os estudos EAD, mas para que ela seja eficiente precisamos traçar metas realistas.

Não podemos prometer, em um único dia, ler cinco capítulos de um livro de determinada disciplina, depois realizar as atividades propostas pelo professor e, mais tarde, fazer um simulado. 

A chance dessa estratégia dar errado é muito grande. Por isso, monte sua grade de estudos com sabedoria, distribuindo bem o seu tempo e, também, planejando tudo com antecedência. 

O aprendizado deve ser encarado como um hábito e, com o tempo, você verá que estudando um pouquinho a cada dia terá mais efeito do que estudando um montante de horas diretas, sem pauta, e com baixa concentração. 

identifique-a-forma-como-voce-aprende-melhor - Imagem de um fone de ouvido preto com fundo amarelo.

Identifique a forma como você aprende melhor

Você aprende melhor lendo, ouvindo ou escrevendo? Cada pessoa tem uma particularidade na aprendizagem e um modo que se identifica mais para assimilar o conteúdo. 

Descubra o seu modo e invista nele!

Há pessoas que aprendem melhor através das imagens, em videoaulas. 

Outras, preferem o aprendizado através de sons. Uma dica bacana é procurar Podcasts, em aplicativos como o Spotify, com conteúdos que você está estudando.

Também há pessoas que só aprendem quando escrevem. Assim, faça resumos, tabelas e diagramas.

Evite se distrair com redes sociais 

No momento em que estiver estudando, evite se distrair com redes sociais.

Você pode, sim, acessar o seu Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) ou realizar pesquisas para complementar os seus estudos, mas procure não utilizar as tecnologias para acessar sua conta no Instagram ou Facebook.

Uma dica é desativar as notificações enquanto estiver estudando ou, ainda, fazer logoff de todas elas.

Depois que você cumpriu sua meta de estudos diária, as redes sociais estão liberadas!

tenha-um-local-para-estudar - Imagem de diversos elementos expostos numa mesa: um teclado de computador branco, um lápis de escrever com estampa quadriculada, um bloco de notas azul e um mousepad com um mouse branco.

Tenha um local para os estudos

Criar um ambiente específico para os estudos é uma forma de transmitir ao cérebro que é hora de concentrar-se e aprender.

Procure um ambiente tranquilo, com boa iluminação e que fique confortável para você.

Vale lembrar da dica anterior: evite estudar em ambientes com muitas distrações, junto com a televisão ligada, por exemplo.

Equilibre sua vida pessoal com os estudos

Estudar à distância não significa que você deve passar horas ininterruptas debruçado em livros. 

É fundamental equilibrar sua agenda de estudos com momentos de lazer. O segredo de tudo é a organização (e não deixar nada para a última hora, é claro!).

Procure incorporar no seu calendário pequenos momentos de lazer, como um jantar com a família ou assistir algum filme.

Você tem algum hobbie, como pintar ou tocar violão? também inclua-os no seu calendário. 

Durma bem

Ir para a cama no mesmo horário todas as noites ajuda o seu corpo a estabelecer uma rotina. Especialistas recomendam que um adulto tenha de sete a oito horas de sono por dia. 

Uma noite de sono mal dormida pode causar estresse e atrapalhar seu momento de estudo.

Confira algumas dicas para dormir melhor: 

  • Crie um local aconchegante para dormir, com luz baixa;
  • Evite usar aparelhos eletrônicos antes de dormir, como o celular;
  • Não assista televisão antes de dormir, pois os sons vão fazer com que o organismo entre em estado de alerta, dificultando a fase mais profunda do sono;
  • Dê preferencia em alimentos leves no jantar, evitando comidas muito gordurosas, pois durante a noite a digestão é mais lenta;
  • Evite bebidas com cafeína à noite, pois elas provocam um efeito estimulante.

Ansioso? Tente meditar

Mente e corpo caminham juntos. Muitas vezes é difícil se desconectar do mundo exterior e parar de pensar nos problemas que aconteceram ao longo do dia. E isso, com certeza, acaba se tornando um empecilho na hora de estudar.

Uma boa dica é a meditação. A prática pode ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade, potencializar o autoconhecimento, melhorar o sono, ampliar as emoções positivas e o desenvolvimento do foco. 

Uma meditação típica consiste em concentrar toda a atenção na respiração. Há diversas técnicas que podem ser encontradas em vídeos no Youtube ou em livros, como Atenção Plena: Mindfulness, dos autores Danny Penman e Mark Williams.

ansioso-tente-meditar - Capa do livro Atenção Plena: Mindfulness, dos autores Danny Penman e Mark Williams. A capa é azul e tem como ilustração uma flor dente-de-leão. No centro, está o título do livro em caixa alta.

Confira um exemplo de “Meditação de um minuto” encontrada no livro:

  1. Sente-se ereto em uma cadeira com encosto reto. Se possível, afaste um pouco as costas do encosto da cadeira para que sua coluna vertebral se sustente sozinha. Seus pés podem repousar no chão. Feche os olhos ou abaixe o olhar.
  2. Concentre a atenção em sua respiração enquanto o ar flui para dentro e para fora de seu corpo. Perceba as diferentes sensações geradas por cada inspiração e expiração. Observe a respiração sem esperar que algo de especial aconteça. Não há necessidade de alterar o ritmo natural.
  3. Após alguns instantes, talvez sua mente comece a divagar. Ao se dar conta disso, traga sua atenção de volta à respiração, suavemente. O ato de perceber que sua mente se dispersou e trazê-la de volta sem criticar a si mesmo é central para a prática da meditação da atenção plena.
  4. Sua mente poderá ficar tranquila como um lago – ou não. Ainda que você obtenha uma sensação de absoluta paz, poderá ser apenas fugaz. Caso se sinta irritado ou entediado, perceba que essa sensação também deve ser fugaz. Seja lá o que aconteça, permita que seja como é.
  5. Após um minuto, abra os olhos devagar e observe o aposento novamente. 

Não fique com dúvidas

Ficou com alguma dúvida em determinado conteúdo? Anote-a e envie uma mensagem para o tutor responsável pela disciplina no AVA.

É importante sempre esclarecer todas as pendências para que elas não virem uma bola de neve e atrapalhem a sua compreensão. 

Conclusão

Após essas dicas, você pode montar sua própria rotina de estudos EAD. 

É importante criar um calendário de estudos para identificar as disciplinas e os horários disponíveis. Você verá que, aos poucos, o ato de estudar vai se transformar em um hábito.  

Mas, para isso, respeite também os seus limites e não deixe acumular conteúdo, pois isso vai dificultar o processo. 

Não se esqueça, também, de sempre tirar as suas dúvidas com o tutor e ter momentos de lazer que colaborem para o seu bem-estar. 

Se você gostou desse artigo, leia também: