Enem

A diferença entre cultura erudita e popular [Sociologia no Enem]

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Você sabe o que é cultura? E qual é a diferença entre cultura erudita e popular? É importante que você saiba por que este é um conteúdo presente no Enem. 

A cultura pode ser definida como um conjunto de tradições e expressões de um povo que habita um mesmo lugar. Ela é algo que identifica esse povo e que pode se modificar ao longo do tempo. 

Dentro dessa definição, encontramos a cultura erudita e popular, e também a cultura de massas. 

Este é um conteúdo que está bastante presente entre as questões de contexto sociológico no Enem, então é um assunto interessante de revisar. 

Por isso, neste artigo, vamos conversar sobre o que é a cultura erudita e popular, como elas se relacionam e onde se diferem e como elas aparecem no Enem.

Você vai conferir:

O que significa cultura para a Sociologia?
O que é cultura erudita?
O que é cultura popular?
O que diferencia a cultura erudita da popular?
Questões do Enem sobre cultura erudita e popular para treinar
Conclusão

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que significa cultura para a Sociologia? 

Para a sociologia, a cultura é um fenômeno que acontece em qualquer agrupamento humano, sendo comum e natural a todos nós. 

Onde existe um grupo de seres humanos vivendo em conjunto e interagindo, então, existe cultura sendo criada. 

A definição mais aceita de cultura é que ela é um conjunto de tradições, hábitos, linguagem, arte, religião, idiomas e todo e qualquer tipo de elemento que constitua a identidade de um povo. 

Ou seja, tudo o que esse agrupamento humano produzir para se expressar e por decorrência de sua interação é algo que os identifica como este determinado grupo e é considerado sua cultura. 

A cultura, portanto, reflete o modo de vida de um grupo e como acontece seu contato social. É um reflexo de como as pessoas agem, pensam e se expressam. 

Fontes apontam que o termo “cultura” vem da palavra “colere”, em latim, que significa cultivar. 

Ou seja, além de criar uma cultura, nós também conservamos e cultivamos essa cultura, passando nossos conhecimentos e tradições entre gerações. 

Dentro desse entendimento amplo sobre cultura como expressão e tradição de um povo, temos algumas definições mais específicas, como a de cultura erudita e popular. 

O que é cultura erudita? 

Dentre as expressões de cultura de um povo, podemos encontrar a cultura erudita. 

Definida como uma cultura formada através de estudos, dados empíricos e conhecimentos teóricos, ela costuma ser associada com a elite e com as classes superiores da população. 

A cultura erudita é tida como uma expressão que depende de um pensamento mais crítico e elaborado para ser criada e entendida. 

Isso significa que esta não é uma cultura de massas ou popular, é uma expressão retida entre um determinado grupo de pessoas, normalmente mais intelectualizadas e acadêmicas. 

Alguns bons exemplos de produtos da cultura erudita nos dias de hoje podem ser a ópera, a música clássica, as artes plásticas, a poesia e o ballet.

O que é cultura popular? 

Em contrapartida à cultura erudita, a cultura popular é vista como o produto das interações de um grupo mais amplo e que tem como característica ser de mais fácil generalização. 

Ou seja, ela alcança muito mais pessoas e tem muito mais participantes e contribuintes. Isso porque ela se baseia nas tradições e costumes de um povo. 

A cultura popular, de acordo com fontes, também pode ser chamada de cultura tradicional porque ela é muito mais facilmente passada de geração em geração, especialmente por meio da oralidade. 

A cultura popular é influenciada por diversos fatores e pode se manifestar na música, na literatura, na gastronomia e no vestuário, por exemplo. 

Bons exemplos de manifestações de cultura popular no país hoje podem ser a música sertaneja, o frevo, a literatura de cordel, a capoeira, etc.

A diferença entre cultura erudita e popular [Sociologia no Enem]

O que diferencia a cultura erudita da popular? 

De acordo com o visto nos tópicos acima, podemos dizer que existe uma grande diferença entre a cultura erudita e popular. 

Enquanto a cultura popular é uma manifestação espontânea de um grupo, a cultura erudita é criada a partir de um estudo e conhecimentos específicos. 

Durante muito tempo, essa diferença fez com que esses dois tipos de cultura fossem vistos como muito diferentes uma da outra e como manifestações culturais separadas. 

Porém, hoje, os estudiosos as veem como complementares, isso porque muitos artistas eruditos se inspiram na cultura popular para criar e vice-versa. 

Também é importante dizermos que o conceito do que é visto como cultura erudita e como cultura popular pode mudar com o tempo. 

Por exemplo, a ópera é vista hoje como uma manifestação erudita. Mas no passado, era apresentada em feiras e mercados, o que a fazia ser uma manifestação popular. 

Por fim, também precisamos trazer um tópico um pouco controverso para a discussão, que é a visão que muitas pessoas ainda têm de que a cultura erudita é melhor do que a cultura popular por conta da associação com as classes mais altas. 

Esse é um pensamento que pode estar arraigado ao senso comum no Brasil por conta da colonização. 

Quando as culturas europeias chegaram em terras brasileiras, elas foram vistas como eruditas, enquanto o que era produzido aqui foi visto como popular. 

E na época da colonização, tudo que vinha da Europa era visto como melhor do que aquilo que era produzido nas Américas, então formou-se a ideia de que o erudito era melhor do que o popular. 

Porém, em conceito, não existe uma cultura melhor do que a outra, existe apenas diferença na maneira como ela é produzida e manifestada. 

E a cultura de massas?

Diferente das culturas erudita e popular, a cultura de massas não é produzida PELAS pessoas, mas PARA as pessoas. 

Ou seja, é algo criado pela indústria cultural para ser consumido pelo maior número de pessoas possível e tem um cunho comercial. 

A cultura de massa pode se manifestar através do cinema, da literatura e da música, por exemplo, além de utilizar veículos como a televisão e o rádio, que são veículos de comunicação em massa. 

Questões sobre cultura erudita e popular para treinar 

Agora que você já entendeu o que são a cultura erudita e popular, chegou a hora de treinar.  

Abaixo, nós selecionamos algumas questões que já caíram no Enem sobre cultura para você praticar. O gabarito estará na conclusão deste artigo. 

Além das questões trazidas aqui, você também consegue praticar acessando as provas antigas do Enem. Neste link existe um repositório com as provas e os gabaritos. 

Questão 1 – Enem 2019 

A comunidade de Mumbuca, em Minas Gerais, tem uma organização coletiva de tal forma expressiva que coopera para o abastecimento de mantimentos da cidade do Jequitinhonha, o que pode ser atestado pela feira aos sábados. Em Campinho da Independência, no Rio de Janeiro, o artesanato local encanta os frequentadores do litoral sul do estado, além do restaurante quilombola que atende aos turistas. 

ALMEIDA, A. W. B. (Org.). Cadernos de debates nova cartografia social: Territórios quilombolas e conflitos. Manaus: Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia; UEA Edições, 2010 (adaptado). 

No texto, as estratégias territoriais dos grupos de remanescentes de quilombo visam garantir: 

A) Perdão de dívidas fiscais.
B) Reserva de mercado local.
C) Inserção econômica regional.
D) Protecionismo comercial tarifé.
E) Benefícios assistenciais públicos.

Questão 2 – Enem 2011 

A Lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003, inclui no currículo dos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares, a obrigatoriedade do ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira e determina que o conteúdo programático incluirá o estudo da História da África e dos africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política pertinentes à História do Brasil, além de instituir, no calendário escolar, o dia 20 de novembro como data comemorativa do “Dia da Consciência Negra”. 

Disponível em: http://www.planalto.gov.br. Acesso em: 27 jul. 2010 (adaptado). 

A referida lei representa um avanço não só para a educação nacional, mas também para a sociedade brasileira, porque 

A) Legitima o ensino das ciências humanas nas escolas.
B) Divulga conhecimentos para a população afro-brasileira.
C) Reforça a concepção etnocêntrica sobre a África e sua cultura.
D) Garante aos afrodescendentes a igualdade no acesso à educação.
E) Impulsiona o reconhecimento da pluralidade étnico-racial do país.

Questão 3 – Enem 2019 

“Nossa cultura não cabe nos seus museus”. 

TOLENTINO, A. B. Patrimônio cultural e discursos museológicos. Midas, n. 6, 2016. 

Produzida no Chile, no final da década de 1970, a imagem expressa um conflito entre culturas e sua presença em museus decorrente da 

A) Valorização do mercado das obras de arte.
B) Definição dos critérios de criação de acervos.
C) Ampliação da rede de instituições de memória.
D) Burocratização do acesso dos espaços expositivos.
E) Fragmentação dos territórios das comunidades representadas.

Questão 4 – Enem 2012 

Ao final do Ano da França no Brasil, aconteceu na Bahia um encontro único entre a bossa nova brasileira e a música francesa, no show do cantor e compositor baiano radicado na França, Paulo Costa. O show se chama “Toulouse em Bossa" por conta da versão da música Toulouse, de Claude Nougaro, que é uma espécie de hino deles, tal como é para nós Garota de Ipanema, explica Paulo Costa. Nougaro é famoso na França e conhecido por suas versões de músicas brasileiras, como O Que Será que Será e Berimbau. 

Disponível em: http://anodafrancanobrasil.cultura.gov.br. Acesso em: 27 abr. 2010. (adaptado). 

O que representam encontros como o ocorrido na Bahia em 2009 para o patrimônio cultural das sociedades brasileira e francesa? 

A) Ocasião para identificar qual das duas culturas é mais cosmopolita e deve ser difundida entre os demais países.
B) Oportunidade de se apreciar a riqueza da diversidade cultural e a possibilidade de fazer dialogar culturas diferentes.
C) Mostra das diferenças entre as duas culturas e o desconhecimento dos brasileiros em relação à cultura francesa.
D) Demonstração da heterogeneidade das composições e da distância cultural entre os dois países.
E) Tentativa de se evidenciar a semelhança linguística do francês e do português, com o intuito de unir as diferentes sociedades.

Questão 5 – Enem 2017 

Muitos países se caracterizam por terem populações multiétnicas. Com frequência, evoluíram desse modo ao longo de séculos. Outras sociedades se tornaram multiétnicas mais rapidamente, como resultado de políticas incentivando a migração, ou por conta de legados coloniais e imperiais. 

GIDDENS,A. Sociologia. Porto Alegre: Penso, 2012 (adaptado) 

Do ponto de vista do funcionamento das democracias contemporâneas, o modelo de sociedade descrito demanda, simultaneamente, 

A) Defesa do patriotismo e rejeição ao hibridismo.
B) Universalização de direitos e respeito à diversidade.
C) Segregação do território e estímulo ao autogoverno.
D) Políticas de compensação e homogeneização do idioma
E) Padronização da cultura e repressão aos particularismos.

Conclusão 

Chegando ao final deste conteúdo, esperamos que você tenha sanado suas dúvidas e esteja se sentindo mais preparado para as questões envolvendo cultura erudita e popular. 

Agora, confira o gabarito: 

  • Questão 1 – Alternativa C
  • Questão 2 – Alternativa E
  • Questão 3 – Alternativa B
  • Questão 4 – Alternativa B
  • Questão 5 – Alternativa B 

Leia também:


Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis