Enem

8 dicas para manter a concentração na hora dos estudos

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Você sente dificuldade de se concentrar na hora de estudar?

A concentração refere-se ao esforço mental que direcionamos para as atividades que estamos fazendo.

Porém, nem sempre é fácil manter a mente concentrada, não é mesmo? Diversos estímulos fazem com que o nosso foco seja desviado, desde os nossos próprios pensamentos até os aparelhos eletrônicos.

Para ajudar você nessa missão, preparamos oito dicas de como melhorar a concentração na hora de estudar!

Neste artigo, você vai conferir:

A Importância da concentração
1. Treine o seu cérebro
2. Evite distrações
3. Durma bem
4. Pratique exercícios físicos
5. Medite
6. Faça pausas
7. Organize o seu espaço de estudos
8. Ouça música
Conclusão

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis

A Importância da concentração

Com concentração, você consegue manter um nível alto de produtividade ao longo dos estudos, aproveitando melhor o seu tempo e aprendendo efetivamente.

Além disso, é possível ser mais eficiente e reter melhor as informações. Se você estuda sem concentração, você não aprende e desperdiça o seu tempo.

Quando você se concentra, o aprendizado é concretizado. Assim, é possível lembrar dos conceitos na hora de fazer um trabalho, uma prova ou, até mesmo, durante uma situação prática, no trabalho.

Abaixo, vamos oferecer oito dicas para você praticar. Contudo, lembre-se de que a sua força de vontade precisa estar conectada com cada uma delas.

tabuleiro de xadrez: concentração

1. Treine o seu cérebro

Há diversos jogos para "treinar o cérebro" e, por consequência, impulsionar a sua concentração, como:

  • Sudoku: jogo baseado na colocação lógica de números;
  • Palavras cruzadas;
  • Caça-palavras; 
  • Quebra-cabeça;
  • Jogo da Memória;
  • Xadrez.

Esses jogos podem desenvolver sua memória de curto e longo prazo , bem como aprimorar a capacidade de resolução de problemas.

2. Evite distrações

Os aparelhos eletrônicos fazem com que a gente perca a atenção e o foco.

Quem nunca prometeu checar por “apenas uns minutinhos” as redes sociais e acabou perdendo muito tempo nelas?

Para se concentrar, evite distrações. Mantenha a TV desligada e desative as notificações do seu celular. Se possível, deixe o celular longe de você, em outro cômodo ou guardado numa gaveta.

Com esses pequenos passos, você vai construir um espaço silencioso e propício para estudar.

3. Durma bem

Uma noite ruim de sono causa um impacto negativo na nossa rotina, não é mesmo? Ficamos sonolentos, sem motivação, sem atenção e sem a capacidade de raciocínio.

Por isso, na hora de se concentrar para os estudos é fundamental ter tido uma boa noite de sono.

Muitos especialistas recomendam que os adultos durmam de 7 a 8 horas por noite.

Confira algumas dicas de como você pode dormir melhor:

  • Desconecte-se: desligue a TV e deixe de lado o celular antes de deitar na cama para dormir;
  • Relaxe: antes de dormir, tome um banho quente ou leia um livro;
  • Rotina: procure estabelecer horários fixos para dormir;
  • Evite bebidas estimulantes antes de dormir, como café, energético, chá preto e bebidas alcoólicas. Ainda, evite alimentos pesados no jantar, como frituras.

pés subindo escadas. Pessoa fazendo exercícios físicos.

4. Pratique exercícios físicos

Pesquisas mostram que fazer exercícios físicos regularmente ajuda a melhorar a memória, o foco e a resistência.

Ainda, a prática de exercícios melhora a qualidade do sono, que é essencial para uma rotina equilibrada, como falamos anteriormente.

Porém, se você não tem tempo de ir a uma academia, movimente-se da maneira que conseguir. Vale se exercitar em casa, através de aplicativos pelo celular com treinos on-line. 

Ainda, outra dica é incorporar pequenas mudanças na rotina, como:

  • Ir caminhando ou de bicicleta para os compromissos corriqueiros, como a ida até a padaria ou ao supermercado;
  • Levantar alguns minutos mais cedo para fazer uma caminhada pelo bairro.

5. Medite

A meditação traz diversos benefícios para o corpo, entre eles melhorar a memória e outras habilidades cognitivas.

Há diferentes tipos de meditação que você pode experimentar. Aqui, vamos sugerir a meditação Mindfulness, que pode ser facilmente praticada sozinha.

A meditação Mindfulness, também conhecida como atenção plena, tem como principal objetivo treinar a mente para focar no momento presente, observando o que você está fazendo no "aqui e agora". 

Esta prática combina concentração com consciência. você presta atenção aos seus pensamentos enquanto eles passam por sua mente, sem julgá-los. 

A atenção plena propicia o autoconhecimento e, com isso, conseguimos superar a insatisfação, a impaciência, a intolerância e muitos dos outros hábitos que nos impedem de viver uma vida mais plena e feliz.

Para você praticar, vamos trazer um exemplo de Meditação sugerida pelo livro Atenção Plena: Mindfulness.

Meditação do Espaço de Respiração de três minutos

Passo 1: tornar-se consciente
Adote uma postura ereta e altiva, seja sentado ou de pé. Se
possível, feche os olhos. Depois traga a consciência para sua experiência
interior e reconheça-a, perguntando: qual é minha experiência agora?

Passo 2: reunir e concentrar a atenção
Agora, redirecionando a atenção para um ponto limitado, concentre-se nas
sensações físicas da respiração no abdômen, expandindo-se quando o ar entra
e recuando quando ele sai. Siga cada inspiração e cada expiração. Use a
respiração como uma oportunidade de se ancorar no presente. Se a mente
divagar, suavemente conduza a atenção de volta à respiração.

Passo 3: expandir a atenção
Agora, expanda o campo de consciência da respiração para incluir o corpo
inteiro, como se todo ele estivesse respirando. Caso perceba qualquer
desconforto ou tensão, sinta-se livre para trazer seu foco de atenção direto para
essa sensação, imaginando que a respiração possa entrar e envolvê-la. Dessa
forma você está explorando suas sensações, tornando-se amigo delas, em vez
de tentar mudá-las de alguma forma. Quando elas se aquietarem, volte à
meditação, consciente de todo o corpo, momento após momento.

homem jovem concentrado lendo um livro em um campo

6. Faça pausas

É muito difícil manter a concentração plena por horas ininterruptas, não é mesmo? Chega um momento em que começamos a divagar e a pensar em outros assuntos.

Assim, as pausas são fundamentais para “refrescar a memória”.

Se você tem dificuldade em saber qual a hora de parar, que tal testar a Técnica Pomodoro? 

Essa técnica tem como objetivo aumentar a produtividade. Para aplicar, você precisa quebrar os seus afazeres em tarefas menores.

Exemplo: preciso ler determinado livro. Ao invés de ter como meta “ler o livro”, estipule ler apenas o primeiro capítulo num primeiro momento. 

Depois que você escolher uma tarefa, dedique-se a ela por 25 minutos, sem interrupções e com foco total.

Ao final desse período, faça uma pausa de cinco minutos.

Você vai repetir esse ciclo de “dedicação + pausa” por quatro vezes. Na quarta vez, faça uma pausa mais longa, de 25 a 30 minutos.

Confira quatro cronômetros on-line para você contabilizar os ciclos:

🍅 TomatoTimer

🍅 Pomofocus

🍅 Tomato Timers

🍅 The Pomodoro Tracker

7. Organize o seu espaço de estudos

A bagunça pode atrapalhar na hora de se concentrar.

Por isso, antes de começar, organize o seu espaço. Mantenha tudo limpo e organizado e colete tudo o que você precisa para estudar, como cadernos, papéis, apostilas, livros, lápis, caneta e marcadores.

Ao fazer isso, você minimiza distrações e otimiza o seu tempo.

>>> Como começar a estudar: veja como se organizar para a faculdade

8. Ouça música

Uma pesquisa britânica indicou que escutar música durante o estudo pode melhorar o desempenho.

Porém, fique atento ao tipo de música que você escuta. Músicas muito agitadas podem causar o efeito reverso, atrapalhando você.

Os especialistas geralmente concordam que a música clássica é uma boa escolha para ajudar a aumentar o seu foco.

Vale também apostar em sons da natureza e, ainda, no Lo-fi.

O Lo-fi reúne batidas suaves, instrumentais e, grande parte, sem letras. 

Se você gostou da ideia, salve estas playlists na hora de estudar: 

 

 

 

Conclusão

Neste artigo, apresentamos algumas dicas para ajudar você a melhorar a sua concentração.

Algumas maneiras podem ajudar, enquanto outras podem não funcionar bem. O segredo é testar e constatar o que pode ser efetivamente útil para você e as suas necessidades! 😀

Se você gostou deste artigo, aproveite para conferir outros conteúdos sobre estudos, mercado de trabalho e produtividade no Blog do EAD FAESA!