Tags: Ensino Superior

Escolhendo o seu curso de graduação? Se está passando por aqui é porque pensou Engenharia de Produção, certo?

Nesse caso, você acertou o clique. 😄✔️

Neste artigo vamos te contar tudo o que precisa saber sobre o curso e sobre a profissão de Engenheiro/a de Produção!

Dê uma olhada na lista de tópicos abaixo e siga a leitura para tirar suas dúvidas a respeito da área:

O que é engenharia de produção?

O que faz um engenheiro de produção?

Onde um engenheiro de produção pode trabalhar?

Quanto ganha um engenheiro de produção?

Perfil do engenheiro de produção

O que você estudará no curso de engenharia de produção?

Grade curricular da graduação

Duração do curso

Como funciona o estágio?

 

O que é engenharia de produção? 

Uma das mais versáteis da engenharia, essa área estuda os processos e etapas que envolvem uma linha de produção.

A Engenharia de Produção não trata sobre a fabricação do produto ou serviço em si, como a maioria das engenharias, mas sobre as metodologias de produção.

Ou seja, o Engenheiro de Produção é aquele que pensa sobre o caminho que um produto ou serviço leva para ser desenvolvido por uma empresa. Cabe a ele otimizar esse processo. 🕵️

engenharia-de-produção-o-que-estuda-mercado-de-trabalho-e-salário-Três colegas conversam enquanto olham para a tela de um notebook.

O que faz um engenheiro de produção? 

O engenheiro de produção trabalha gerenciando produções e processos, como encarregado de produção ou como gestor de recursos, por exemplo. É um profissional que atua como um elo entre os setores técnicos e administrativos da empresa.

A depender do setor em que for alocado, o bacharel em Engenharia de Produção pode desempenhar as seguintes atividades:

Engenharia de Operações e Processos da Produção: projetar, operar e aplicar melhorias nos sistemas de fabricação/produção da empresa.

Logística: fazer a gestão eficiente do transporte, da movimentação, do estoque e do armazenamento de insumos e produtos, visando reduzir custos, garantir a disponibilidade do produto, assim como atender os níveis de exigência dos clientes.

Pesquisa Operacional: resolver problemas reais por meio de modelos matemáticos geralmente processados por computadores. Consiste na aplicação de métodos científicos como lógica matemática, simulação, análise de redes, teoria de filas e teoria dos jogos.

Engenharia da Qualidade: planejar, projetar e controlar os sistemas de gestão da qualidade do produto ou do serviço desenvolvido pela empresa.

Engenharia do Produto: operar ferramentas e processos de projeto, planejamento, organização, decisão e execução envolvidos nas atividades de desenvolvimento de novos produtos.

Engenharia Econômica: analisar resultados econômicos, avaliar cenários e alternativas e tomar decisões que impactam o negócio.

Engenharia do Trabalho: fazer a gestão dos sistemas e ambientes de trabalho, com foco em torná-los compatíveis com as necessidades e habilidades dos colaboradores, visando a melhor qualidade e produtividade, bem como a preservação da saúde física das equipes.

Atribuições da área:

  • Projeto e Organização do Trabalho
  • Ergonomia
  • Sistemas de Gestão de Higiene e Segurança do Trabalho
  • Gestão de Riscos de Acidentes do Trabalho

Engenharia da Sustentabilidade: nessa área, o engenheiro de produção garante a utilização ecoeficiente dos recursos naturais nos diversos sistemas produtivos da empresa.

É sua responsabilidade dar a destino e o tratamento adequados aos resíduos e efluentes da produção, bem como implantar um sistema de gestão ambiental e de responsabilidade social dentro do negócio.

Educação em Engenharia de Produção: o engenheiro de produção também pode atuar como docente na educação superior em engenharia (graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão) e suas áreas afins.

 

Onde um engenheiro de produção pode trabalhar?

O engenheiro ou a engenheira de produção pode atuar em diversos setores empresariais, seja na área de serviços, na indústria ou no comércio.

É uma profissão muito necessária e cada vez mais requisitada por grandes empresas, que possuem processos complexos de desenvolvimento.

Os formados em Engenharia de Produção costumam encontrar oportunidades em empresas de manufatura como metalúrgica, mecânica, química e agroindústria, por exemplo.

Mas o mercado é extenso e oferece muitas vagas. Até mesmo bancos, comércio, instituições de pesquisa e ensino e órgãos governamentais costumam oferecer boas oportunidades na área de Engenharia de Produção.

Segundo a Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO), os principais setores que empregam engenheiros de produção são:

  • Indústrias de automóveis, de eletrodomésticos, de equipamentos, entre outras.
  • Empresas de serviços, tais como: transporte aéreo, transporte marítimo, construção, consultoria em qualidade, hospitais, entre outros.
  • Instituições e empresas públicas, tais como: Correios, Petrobras, Agência Nacional de Energia, Agência Nacional de Petróleo, BNDES, entre outras.
  • Empresas privadas de petróleo, usinas de açúcar, empresas de telefonia, agroindústrias, indústrias de alimentos, bancos (parte operacional), seguradoras e fundos de pensão.
  • Bancos de investimento (na análise de investimentos).

 

Abaixo reunimos as principais áreas empresariais onde o Engenheiro de Produção pode ser alocado:

Área de design de produto: projetação, planejamento e detalhamento do sistema de montagem e fabricação.

Área de operações: distribuição dos produtos, controle de suprimentos.

Área de planejamento: planejamento estratégico de produção.

Área financeira: controle financeiro, controle dos custos, análise de investimentos.

Área de logística: planejamento da produção e da distribuição de produtos.

Área de marketing: planejamento do produto, análise de mercados a serem atendidos, análise de performance.

onde-um-engenheiro-de-producao-pode-trabalhar-Homem de colete verde olha para a tela de um notebook em meio a uma fábrica.

Quanto ganha um engenheiro de produção

Os valores podem variar conforme o porte da empresa, mas as faixas salariais mais frequentes na Engenharia de Produção são as seguintes:

JÚNIOR | R$ 3.500 - R$ 6.000

PLENO | R$ 4.400 - R$ 7.500

SÊNIOR | R$ 5.500 - R$ 9.30

 

Perfil do engenheiro de produção

O engenheiro de produção possui um perfil técnico e analítico, voltado aos conhecimentos das ciências exatas.

É desejável ter habilidade com números e bom raciocínio lógico.

 

O que você estudará no curso de engenharia de produção 

O curso de graduação aborda, assim como os demais cursos de engenharia, as matérias de formação básica, que são Matemática, Física, Química e Computação.

Após as disciplinas básicas, a grade curricular inclui matérias mais específicas, relacionadas à atuação do engenheiro de produção, tais como:

  • Pesquisa Operacional;
  • Planejamento e Controle da Produção;
  • Logística;
  • Gestão de Projetos;
  • Planejamento Estratégico;
  • Gestão da Qualidade;
  • Engenharia da Sustentabilidade.

o-que-voce- estudara-no-curso-de-engenharia-de-producao-Pessoas fazem anotações em plantas de construção, sobre uma mesa branca. 

Grade curricular da graduação

 

1º Semestre

 

MÓDULO 1

 

DI | Introdução à Engenharia | 80 HORAS

DI | Cálculo I | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador I-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 2

 

DI | Ciências Sociais Aplicadas | 80 HORAS

DI | Química Geral | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador I-B | 40 HORAS

 

AC | ACG I | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

2º Semestre

 

MÓDULO 3

 

DI | Desenho de Engenharia | 80 HORAS

DI | Cálculo II | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador II-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 4

 

DI | Introdução à Pesquisa | 80 HORAS

DI | Ciências do Ambiente e Geologia | 80 HORAS

 

EST | Estágio Supervisionado I | 25 HORAS

 

PI | Projeto Integrador II-B | 40 HORAS

 

AC | ACG II | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420

 

3º Semestre

 

MÓDULO 5

 

DI | Ética e Orientação Profissional | 80 HORAS

DI | Probabilidade e Estatística | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador III-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 6

 

DI | Álgebra Linear e Geometria Analítica | 80 HORAS

DI | Física I | 80 HORAS

 

EST | Estágio Supervisionado II | 25 HORAS

 

PI | Projeto Integrador III-B | 40 HORAS

 

AC | ACG III | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

4º Semestre

 

MÓDULO 7

 

DI | Ciências e Resistência dos Materiais | 80 HORAS

DI | Técnicas de Programação | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador IV-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 8

 

DI | Equações Diferenciais | 80 HORAS

DI | Física II | 80 HORAS

 

EST | Estágio Supervisionado III | 25 HORAS

 

PI | Projeto Integrador IV-B | 40 HORAS

 

AC | ACG IV | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

5º Semestre

 

MÓDULO 9

 

DI | Cálculo Numérico | 80 HORAS

DI | Gestão Estratégica e Empreendedorismo | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador V-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 10

 

DI | Fenômeno dos Transportes | 80 HORAS

DI | Física III | 80 HORAS

 

EST | Estágio Supervisionado IV | 25 HORAS

 

PI | Projeto Integrador V-B | 40 HORAS

 

AC | ACG V | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

6º Semestre

 

MÓDULO 11

 

DI | Planejamento e Controle da Produção | 80 HORAS

DI | Engenharia da Qualidade (CEP) | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador VI-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 12

 

DI | Projeto de Fábrica | 80 HORAS

DI | Processos de Produção | 80 HORAS

 

EST | Estágio Supervisionado V | 25 HORAS

 

PI | Projeto Integrador VI-B | 40 HORAS

 

AC | ACG VI | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

7º Semestre

 

MÓDULO 13

 

DI | Planejamento e Controle da Produção II | 80 HORAS

DI | Contabilidade e Custos Gerenciais | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador VII-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 14

 

DI | Sistemas de Gestão Integrada e Certificações | 80 HORAS

DI | Engenharia de Métodos | 80 HORAS

 

EST | Estágio Supervisionado VI | 25 HORAS

 

PI | Projeto Integrador VII-B | 40 HORAS

 

AC | ACG VII | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

8º Semestre

 

MÓDULO 15

 

DI | Pesquisa Operacional I | 80 HORAS

DI | Engenharia da Informação | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador VIII-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 16

 

DI | Logística I | 80 HORAS

DI | Fundamentos de Economia | 80 HORAS

 

EST | Estágio Supervisionado VII | 25 HORAS

 

PI | Projeto Integrador VIII-B | 40 HORAS

 

AC | ACG VIII | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

9º Semestre

 

MÓDULO 17

 

DI | Pesquisa Operacional II | 80 HORAS

DI | Modelagem e Simulação | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador IX-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 18

 

DI | Logística II | 80 HORAS

DI | Engenharia Econômica | 80 HORAS

 

EST | Estágio Supervisionado VIII | 25 HORAS

 

PI | Projeto Integrador IX-B | 40 HORAS

 

AC | ACG IX | 20 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

10º Semestre

 

MÓDULO 19

 

DI | Tópicos em Pesquisa Operacional | 80 HORAS

DI | Gestão de Projetos | 80 HORAS

 

PI | Projeto Integrador X-A | 40 HORAS

 

MÓDULO 20

 

DI | Optativa | 80 HORAS

 

TCC | Trabalho Final de Graduação | 100 HORAS

 

PI | Projeto Integrador IX-B | 40 HORAS

 

CARGA HORÁRIA TOTAL DO SEMESTRE: 420 HORAS

 

Duração do curso

O curso tem duração de 5 anos, ou seja, 10 semestres.

Na Engenharia de Produção Semipresencial da FAESA, você terá uma carga horária de 4.200h, contando com aulas presenciais e online.

Além de ser considerado o segundo melhor curso particular da área, o diferencial da Engenharia de Produção Semipresencial da FAESA é a formação de engenheiros empreendedores e criativos, com conhecimentos adquiridos nos modernos laboratórios de pesquisa e extensão do centro universitário.

Além disso, possuímos parceria com as melhores empresas do mercado, proporcionando vivência ao aluno durante o curso.

 

Como funciona o estágio

O estágio é realizado em alguma empresa ou indústria parceira da instituição de ensino.

Por definição do MEC, o período trabalhado não precisa ser remunerado, a não ser que o estudante seja contratado neste modelo pela empresa em questão.

O estagiário é avaliado ao longo da experiência de trabalho e pode ser aprovado ou reprovado conforme a sua atuação.

A avaliação da disciplina consiste no relatório final do estágio, onde o professor responsável e o empregador avaliam o desempenho do estudante.

As disciplinas de estágio supervisionado ocorrem nos semestres finais da graduação.

como-funciona-o-estagio-Homem e mulher conversam olhando para um tablet em meio a uma fábrica.

Gostou de saber um pouco mais sobre o curso e o que faz um Engenheiro/a de Produção?

Você pode começar a sua graduação agora mesmo na FAESA!

O curso Semipresencial de Engenharia de Produção da FAESA é o segundo melhor curso particular da área. 

Além disso, a FAESA é o melhor Centro Universitário da Região Sudeste e terceiro melhor do Brasil (IGC/MEC). Aqui, você encontra infraestrutura de excelência, foco no empreendedorismo e na inovação e alto nível de empregabilidade, sendo que 85% dos alunos graduados atuam em sua área de formação. 👨‍🎓👩‍🎓✔️

 

Ainda em dúvida sobre qual profissão seguir? Confira este guia onde falamos sobre as carreiras que estão em alta após a pandemia.

Na preparação para o vestibular? Confira os conteúdos que fizemos para te ajudar nesse período:

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

New call-to-action

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT