Cursos de graduação EAD

Tudo o que você precisa saber sobre o mercado de trabalho em Engenharia Civil

Por Redação   | 

 Tag: Cursos de graduação EAD

Você já viu como está o mercado de trabalho para a área de engenharia civil?

Ao escolher uma área, é ideal que você já conheça o mercado de trabalho e saiba a situação das profissões relacionadas à ela. Dessa forma, você terá uma noção da atuação, das oportunidades e das dificuldades que você poderá encontrar.

O engenheiro tem se destacado como profissional do futuro em diversas análises profissionais. Isso acontece porque o conhecimento que esse profissional tem é insubstituível, e somente ele poderá ter a solução e a inovação para diversos setores da sociedade.

Na área da engenharia civil, o destaque será para o desenvolvimento de novas estruturas, novas formas de viver e inovações na área urbana, tudo com o máximo aproveitamento de recursos. Essa necessidade vem do constante crescimento populacional. Com a tecnologia e a medicina avançando, cada vez teremos mais longevidade, enquanto estamos também em constante crescimento populacional e demográfico.

Por isso, o desafio do futuro será na infraestrutura das cidades, como aproveitar melhor os espaços, como buscar soluções para a superpopulação, como a inovação pode se fazer presente nos meios urbanos de forma cada vez mais eficiente e como atender à todas as necessidades dos meios urbanos.

Pensando nisso, separamos as respostas a algumas das principais dúvidas sobre o mercado de trabalho na área de engenharia civil, quais as perspectivas, as novidades e o futuro dessa profissão. Para ficar por dentro de tudo, continue a leitura lendo aqui!

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Quais áreas o engenheiro civil pode atuar?

Dentre as engenharias, a civil é uma das que possui mais possibilidades de atuação entre todas. Nos últimos anos, as oportunidades vêm se ampliando ainda mais, estando presente em áreas e locais que antes não participava. Além disso, o profissional pode optar por desenvolver suas habilidades em áreas específicas, e pode até mesmo atuar de forma autônoma.

A atuação tradicional do engenheiro civil é na elaboração de projetos de construção, de reformas, de execução, de dimensões e na separação de materiais para a área. Mas, ele não precisa se limitar aí.

O engenheiro civil pode também trabalhar com consultoria, de forma autônoma, prestando serviços para empresas públicas ou privadas. Em empresas públicas, esse profissional pode ser importante na elaboração de fluxos de saneamento básico para a população, em obras estatais e até na produção e distribuição de energia.

Em estatais e empresas públicas, existe a possibilidade de concursos para a área. A remuneração é um atrativo a mais para esses profissionais, e é ideal que o aluno se prepare bastante antes de fazer a prova. Em geral, o conhecimento cobrado é o específico da área.

No setor industrial, o engenheiro pode atuar com mineração, também com geração de energia, com agronegócio, entre diversas outras áreas que podem precisar do senso analítico desse profissional.

Também há espaço para o profissional de engenharia civil no meio acadêmico. Essa área sempre necessita de professores para repassar o conhecimento, o que não é tarefa fácil por se tratar de uma área complexa.

Como está o mercado de trabalho em engenharia civil?

O mercado de trabalho de engenharia civil no Brasil é um dos mais aquecidos para quem deseja prosperar. Esse mercado passou por um curto período de recessão causado pela crise econômica de 2010, mas foi um período passageiro, que logo foi recuperado.

Por se tratar de um país emergente, ainda de terceiro mundo, o Brasil tem ainda muitas melhorias de infraestrutura urbana para serem feitas, e o nosso gráfico populacional ainda está aumentando. Isso significa que a população continua crescendo e a sociedade precisará passar por mudanças de engenharia para aproveitar melhor os espaços urbanos.

E é aí que o engenheiro civil entra. Seja inovando na arquitetura urbana, executando grandes projetos ou planejando melhor os espaços, construindo novas casas e novos prédios, ele sempre terá atuação completa. Sendo um profissional altamente valorizado, tanto pela alta demanda quanto por ser uma profissão de alta complexidade, o engenheiro civil tem um dos maiores salários dos profissionais com curso superior.

Porém, para alcançar a atuação completa com autoridade e autonomia, o profissional de engenharia civil deve sempre buscar se manter atualizado e em constante especialização.

Existem várias áreas onde esse profissional pode se especializar, e, todas elas precisam de profissionais qualificados e especializados. Podemos citar a construção civil, geotecnia, estruturas e fundações, infraestrutura e transporte, entre muitas outras.

Dessa forma, as possibilidades de sucesso nessa área são naturalmente muito grandes. Basta se dedicar na graduação, escolher uma área e se especializar!

 engenheiro 4

Qual as melhores áreas para trabalhar na engenharia civil?

A engenharia civil é uma área completa, complexa e que permite diversas especializações. A melhor área vai depender principalmente dos interesses do profissional, mas ele poderá atuar desde a engenharia tradicional até em especializações mais tecnológicas e inovadoras. Por isso, separamos algumas áreas dentro da engenharia civil que poderão bastante valorizadas nos próximos anos:

Construção civil

A construção civil é a atuação mais clássica, mais tradicional e que nunca sairá de pauta. O ramo da construção civil sempre irá precisar de engenheiros capacitados e preparados, atuando em processos construtivos e atendendo o mercado de forma ampla.

Especialização Ambiental

O engenheiro civil com especialização em meio ambiente pode ser considerado um profissional do futuro. Com as demandas do mercado estando cada vez mais voltadas para a preservação ambiental, a sustentabilidade e a convivência pacífica entre ser humano e natureza, esse profissional será a peça chave para buscar saídas inovadoras, seguras, não agressivas e viáveis para ampliar essa preservação e conscientização.

Dessa forma, o engenheiro civil especialista em meio ambiente, além de inovar de forma sustentável, irá aumentar o valor agregado de uma obra, reduzir o impacto dos processos construtivos e controlar também a emissão de CO2 nas obras em que atua.

Saneamento

Apesar de também ser uma atuação tradicional, o engenheiro especialista em saneamento será ainda bastante demandado no mercado. O saneamento básico universal é um direito garantido pela constituição, porém, a realidade ainda é bastante nublada.

Estima-se que 16% da população ainda não tenha acesso ao abastecimento de água potável, e quase a metade da população, 49,7%, não tenha acesso à esgotamento sanitário.

Dessa forma, o engenheiro civil especialista em saneamento terá ampla atuação nos projetos e obras de saneamento básico e saneamento geral, além do gerenciamento dos sistemas de tratamento da água, controle e gestão ambiental, entre muitos outros, se tornando indispensável para a sociedade.

Softwares para engenharia

Com o grande desenvolvimento tecnológico de todas as profissões, a engenharia civil vem sendo equipada com modernos softwares que facilitam a vida do engenheiro na hora de criar projetos, desenvolver plantas, executar cálculos complexos, detectar possíveis falhas, entre muitos outros.

Esses softwares podem ser capazes de reunir todos os dados relativos ao projeto em um só lugar, facilitando a integração, a gestão de informação e a sinergia da equipe, sendo acessado por todos os profissionais que estão envolvidos no projeto. Isso gera também uma economia de tempo e diminuição de custos.

Existem cursos a fim de especializar o profissional em softwares de engenharia civil, diferenciando ele entre os colegas de profissão, ou o profissional pode também ir para a área de tecnologia e inovação, estando a frente de novas criações e melhorias desses softwares. As possibilidades são diversas, e o futuro será ainda mais tecnológico, o que transforma essa opção a ideal para quem busca inovação e contato com tecnologia.

>>> Conheça as profissões em alta no pós-pandemia

Quanto é o salário de um engenheiro civil?

A faixa salarial do engenheiro é mais uma vantagem da área. Desde 1966, a Lei Nº 5.194 regulamentou o piso para profissionais da Engenharia Civil. Essa lei decreta que os engenheiros devem receber, no mínimo, seis salários mínimos referentes à carga horária de seis horas de trabalho diárias — e mais um salário mínimo e meio para cada hora adicionada à carga horária diária.

Dessa forma, a remuneração média de um engenheiro civil é de R$7.334,46. Esse valor pode variar para mais ou para menos, de acordo com fatores como experiência, local de atuação, área, e outros diferenciais. Porém essa remuneração segue sendo uma das maiores entre os profissionais com formação superior.

Isso também faz com que os vestibulandos busquem em massa essa profissão. Com isso, existe uma concorrência natural na carreira de engenharia. Por isso, a recomendação para sempre se manter atualizado, se especializar e nunca deixar de estudar a área é uma grande premissa para garantir diferenciação e vantagem competitiva nesse mercado.

As experiências também contam muito na hora de se colocar bem em um cargo e se destacar para uma vaga. Por isso, mesmo durante o curso de engenharia civil, busque participar de projetos e estágios que poderão te trazer oportunidades únicas. Foque também em conseguir um bom network, pois, em uma área concorrida igual essa, os contatos podem fazer toda diferença!

Em um panorama, a área pode ser bastante concorrida, mas o destaque só depende de você. Se dedique, participe e dê valor aos seus contatos. E não se esqueça: se mantenha sempre em atualização!

 engenheiro3

O que é preciso para ser um bom engenheiro civil?

Como já falamos anteriormente, a engenharia civil é uma área complexa e que necessita de profissionais capazes de lidar com todas as camadas dessa profissão. Uma das habilidades desse profissional é a capacidade de solucionar problemas complexos, buscando soluções inteligentes e inovadoras.

Mesmo de forma inovadora, o engenheiro deve entregar um projeto que seja seguro. Essa mistura de segurança, inteligência e inovação deve ser a base de todo profissional dessa área.

Além disso, o engenheiro deve ter capacidade de raciocínio lógico, criatividade, resiliência, flexibilidade e objetividade. Caso haja interesse na área de gestão o profissional dessa área deve também desenvolver a capacidade de liderança, de tomada de decisões e resolução de problemas. O foco e a dedicação à profissão são imprescindíveis, principalmente por se tratar de uma área concorrida. Nunca se acomode e esteja sempre aprendendo e se atualizando.

A visão de mercado também é uma habilidade muito procurada, visto que é preciso para propor projetos inovadores. Nessa situação, também entra a capacidade de observar e o senso analítico do profissional. Dessa forma, as soft skills são bastante procuradas, principalmente para lidar com o dia a dia da profissão.

Mas não é somente soft skill que faz um bom engenheiro. Para entrar nessa área, também é indicado simpatizar com a área de exatas. Todos os projetos precisam de cálculos precisos, e quanto mais familiarizado com a área, melhor esse profissional irá se sair.

Claro que grande parte dessas habilidades são aprendidas, desenvolvidas ou aperfeiçoadas durante o curso. Portanto, se você tiver dificuldade em alguma delas, pode aproveitar a duração do seu curso para se adaptar!

A área de engenharia, principalmente a engenharia civil, é conhecida por ser bastante concorrida. Mas não é motivo para desespero: isso só demonstra que ela vale a pena, pois muitas pessoas buscam os cursos nessa área e a grande maioria consegue prosperar!

Em um país emergente, como o Brasil, que necessita de uma grande carga de inovação em infraestrutura, além de grandes construções e reformas, o trabalho deste profissional sempre será muito demandado, principalmente os profissionais mais dedicados.

Por isso, essa é uma área para investir com tudo! Você pode se dar muito bem, independente do setor que você escolher atuar.

O curso de engenharia civil vai desenvolver todas as habilidades específicas, como desenho técnico, cálculo, matérias de construção, mecânica dos solos, processos de gestão de obras, gestão de projetos, entre muitas outras.

Esse curso também irá ensinar algumas matérias de programação e tecnologia, como algoritmos e lógica de programação. Dessa forma, você já sairá com todo o conhecimento técnico necessário para a atuação, ou para escolher uma área para se especializar.

Porém, para desenvolver o foco, a dedicação, a automotivação e a força de vontade necessária para estudar e trabalhar nessa área, você precisará de experiência, autoconhecimento e muita inteligência emocional.

Se interessou? Conheça o curso de Engenharia Civil Semipresencial da FAESA!

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.