Enem

O que é classe social para Karl Marx? [Sociologia no Enem]

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Você já deve ter ouvido falar muitas vezes sobre Karl Marx, um dos pensadores que mais aparecem nas questões da prova de Ciências Humanas ou Sociologia do Enem. 

O importante para estar preparado para as questões referentes ao autor é entender, principalmente, o que é classe social para Karl Marx.  

Conhecendo esse conceito, fica bem mais fácil se sair bem no exame. Por isso, leia este artigo até o fim. 

De forma sintética, este conteúdo vai ajudar bastante no dia da prova do Enem. 

Concentre-se para a leitura para conhecer esse pensador, suas principais obras, seu conceito de classe social, entre outros pontos importantes.  

Você vai conferir:

Quem foi Karl Marx?
Principais obras de Marx
O que é classe social para Karl Marx?

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Quem foi Karl Marx? 

Karl Marx foi filósofo, sociólogo, economista, jornalista, revolucionário socialista alemão, criador das bases da doutrina comunista e crítico do capitalismo. 

Ele nasceu em 5 de maio de 1818 em Tréveris, na Alemanha.  

Ainda adolescente, ingressou na Universidade de Bonn. Estava cursando Direito quando começou a se engajar na política estudantil. 

Algum tempo depois, Marx se transferiu para a Universidade de Berlim, onde conheceu o pensamento de Georg Wilhelm Friedrich Hegel, outro conhecido filósofo da modernidade.  

Desse momento em diante, Marx passou a ser discípulo de Hegel, que influenciou a sua produção teórica. Principalmente, com o conceito de dialética, levando-o a cursar Filosofia, área na qual se formou e obteve o doutorado.  

Marx passou a ser um grande crítico do Estado, prioritariamente na questão social. Marx se mudou para a cidade de Colônia e lá conheceu Friedrich Engels, também filósofo, que se tornou seu amigo. 

Nessa cidade, Marx assumiu a diretoria do jornal Gazeta Renana. Quando o jornal fechou, ele se mudou para Paris. 

Junto a Engels, Marx produziu uma teoria política fundamentando o socialismo científico. Inspirado na produção material da humanidade, trouxe um novo conceito de dialética chamado de materialismo histórico dialético.  

Por meio desse conceito, proporcionou uma nova visão para a análise social e científica sobre a história da sociedade. 

Marx identificou a marcante desigualdade e a exploração de uma classe detentora dos meios de produção (burguesia) sobre a classe explorada (proletariado). 

Marx se casou em 1843 e teve sete filhos. Após a morte de sua esposa, o pensador passou por uma depressão. Além disso, foi acometido por uma infecção na garganta que o impedia de se alimentar e falar corretamente. 

Com mais complicações, ele teve problemas no sistema respiratório. Karl Marx morreu em 14 de março de 1883. 

Principais obras de Marx 

Para ficar ainda mais por dentro do fundador do socialismo científico e desenvolvedor de uma teoria comunista que modificou os estudos sociológicos, saiba quais são as principais obras de Marx. 

O Manifesto Comunista (1848) 

Escrito em parceria com Engels, o livro apresenta a teoria da luta de classes, o materialismo histórico e as principais ideias defendidas pela ideologia comunista. 

O Capital (1867) 

A obra mostra o que o autor pensa sobre o capitalismo e reage contra o capitalismo liberal, apontando as falhas desse sistema. 

Descreve ainda como o socialismo funciona.  A apresentação é feita em 4 volumes: 

  1. O processo de produção capital;
  2. O processo de circulação desse capital;
  3. A globalização dada por meio da produção capitalista;
  4. A teoria da mais-valia.

Se você está se preparando para a prova de Ciências Humanas do Enem, é crucial que saiba o que é classe social para Karl Marx e seus principais conceitos.

A Ideologia Alemã (1846) 

Contém a primeira formulação precisa do conceito de materialismo histórico-dialético, demonstrando que a tese dialética de Marx tomou um rumo totalmente diferente da dialética de seu professor, Hegel. 

O livro critica o pensamento de Hegel e dos idealistas alemães. 

Outras obras sobre filosofia 

  • Diferença da filosofia da natureza em Demócrito e Epícuro (1841);
  • A questão judaica (1843); 
  • Miséria da filosofia (1847); 
  • A burguesia e a contra revolução (1848). 

Artigos e panfletos sobre economia 

  • O 18 de brumário de Luís Bonaparte (1852);
  • Punição capital (1853); 
  • A decadência da autoridade religiosa (1854). 

Últimas produções 

  • População, crime e pauperismo (1859); 
  • Manifesto de lançamento da Primavera Internacional (1864);
  • Salário, preço e lucro (1865). 

O que é classe social para Karl Marx? 

Karl Marx foi um crítico da divisão de classes sociais. Ele se dedicou a estudar seu fenômeno e a interação entre elas. 

Para ele, as classes sociais são essencialmente econômicas. 

E o conflito entre elas é de interesse material entre proprietários e não proprietários dos meios de produção da riqueza. Para Marx, só existem duas classes sociais: 

  • Burguesia: representada pelos donos dos meios de produção, como fábricas, indústrias, máquinas, fazendas e ferramentas presentes nelas, ou seja, tudo aquilo que serve para produzir algo. 
  • Proletariado: Configurada pelos trabalhadores dos espaços explorados pela burguesia. 

De acordo com Marx, os interesses de cada classe funcionam de maneira antagônica entre si, já que os interesses da burguesia são diferentes do proletariado. 

E mais: são irreconciliáveis. Essa contradição é conhecida como antagonismo de classe, motivo central da luta de classes: onde cada uma tenta sempre impor seus interesses sobre a outra. 

Na maioria das vezes, é a classe dominante que obtém maior êxito. Isso porque é ela quem tem maior força material para enfrentar a outra classe e impor seus interesses. 

Para Marx, a única forma de alterar isso é fazer a classe dominada vencer a luta de classes por meio da revolução. 

E então, se sente mais preparado para as questões de sociologia do Enem? 

Leia também:

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.