Mercado de Trabalho

Entrevista de emprego? Saiba determinar sua pretensão salarial

Por Redação   | 

 Tag: Mercado de Trabalho

Qual a sua pretensão salarial? Se você ainda não ouviu, pode ter certeza que em algum momento da sua carreira essa pergunta vai chegar até você.

Em entrevistas de emprego, é muito comum que os recrutadores consultem os candidatos sobre sua expectativa de remuneração. 

E, mesmo que todo mundo deseje ganhar salários altos, pode ser difícil determinar um valor que seja justo para ambas as partes, não é mesmo? 

Neste artigo, explicamos como definir sua pretensão salarial e explicamos porque essa pergunta é tão importante para os recrutadores. 

Vamos juntos? Aqui você vai conferir:
O que significa pretensão salarial 
Mas por que os recrutadores perguntam a pretensão salarial?
Como definir sua pretensão salarial ao se candidatar a uma vaga 
Vale a pena negociar o salário?
Conclusão

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que significa pretensão salarial 

Pretensão salarial é a remuneração que você acha que deveria receber para realizar determinada função em uma empresa. 

Ou seja, é quanto você acha que vale o seu trabalho, considerando suas experiências, habilidades e o mercado.

A pretensão salarial costuma ser questionada durante entrevistas de emprego, não havendo necessidade de colocar esse valor no currículo, por exemplo.

Normalmente, o recrutador apresenta a vaga a ser ocupada, os benefícios e as oportunidades de crescimento dentro na organização. Depois disso, ele pergunta ao candidato o quanto ele espera ganhar de salário.   

Mas por que os recrutadores perguntam a pretensão salarial?

O principal motivo para questionar a pretensão salarial do candidato é para saber se o que a empresa tem a oferecer está alinhado com o que o profissional deseja. 

Por exemplo, se um profissional espera ganhar R$ 6 mil e a vaga prevê salário de R$ 3,5 mil, é muito provável que esse candidato não seja o ideal para ocupar a posição em aberto. 

Ou seja, a resposta do candidato pode ser um fator eliminatório. Isso ocorre quando o valor foge das expectativas ou do que a empresa considera adequado para a função.

Mas calma: isso não é motivo para você se desesperar ou ficar com medo de apresentar o seu valor.

Quando o profissional se adequa ao perfil da vaga e apresenta uma pretensão salarial maior do que a companhia pode pagar, outros benefícios podem ser negociados. 

As empresas sabem que profissionais com mais tempo de experiência e sólida formação acadêmica podem justificar — e compensar — o salário solicitado.

Então, não se preocupe: há sempre espaço para negociação, desde que seja um valor coerente com sua trajetória e com o mercado de trabalho da área. 

Como definir sua pretensão salarial ao se candidatar a uma vaga

pretensão salarial - mulher entrevistando candidata

A pretensão salarial depende de diversos fatores e é um aspecto muito individual de cada profissional. Isso porque está relacionada com a formação do profissional, seu tempo de carreira, experiências anteriores, habilidades e com média salarial do mercado. 

Sendo assim, não é possível determinar um valor base para todos os profissionais. Para determinar a sua remuneração ideal, pense na sua formação, seu tempo de experiência, sua carreira e suas necessidades. 

Se você tem 10 anos de experiência profissional, esse período precisa refletir na sua pretensão salarial. O mesmo se aplica se você é um profissional recém-formado. Quanto maior a trajetória, maior pode ser o valor. 

A seguir, trazemos algumas dicas que podem ajudá-lo nesse processo:

Pesquise a média salarial

O primeiro passo para determinar sua pretensão salarial é saber quanto o mercado está pagando pelo trabalho de profissionais da sua área e com a sua experiência. Portais como o Glassdoor podem ajudar nessa missão.

Pesquise o piso salarial do cargo pretendido, entenda as variações de júnior, pleno e sênior e compare os salários de acordo com o porte da empresa — pequena, média ou grande. Fazendo um levantamento bem completo, você certamente chegará a um valor justo para você e para a empresa.  

Além disso, vale conversar com colegas de profissão — isso pode ajudar bastante!

Perguntar diretamente sobre o salário pode ser um pouco invasivo, então procure falar sobre a vaga que você está concorrendo e troque visões de mercado.

Certamente, essa conversa o ajudará a ter uma noção sobre os salários que estão sendo praticados.

Saiba o custo de vida

Você sabia que os salários em capitais costumam ser mais altos do que em cidades do interior? Isso acontece por um fator muito importante: o custo de vida!

Para estabelecer um valor realista de pretensão salarial, você deve levar em conta o custo de vida da região onde irá trabalhar. Alimentação, transporte, aluguel, tudo isso deve ser colocado na balança na hora de falar um valor. 

Saber os seus gastos fixos, como moradia, alimentação, luz, internet e transporte é essencial para estabelecer um salário que atenderá às suas necessidades.

Pensa sobre suas experiências e habilidades

Cada colaborador possui uma formação, uma trajetória profissional e uma gama de habilidades diferentes. Na hora de determinar sua pretensão salarial, você deve considerar tudo isso. 

Sua pretensão salarial deve estar de acordo com o momento de sua carreira. Se você é recém-formado, por exemplo, as empresas costumam oferecer o mínimo estabelecido para a categoria.

Agora, se você já possui certa experiência, pode aumentar um pouco sua pretensão salarial, pois os resultados obtidos em sua carreira tendem a justificar esse aumento.

Entenda sua trajetória profissional e saiba qual é a sua remuneração com o momento de carreira em que você está!

Reflita sobre sua situação atual

Você sabia que a situação em que você se encontra também afeta a pretensão salarial?

Por exemplo, se você está desempregado há algum tempo, é mais sensato ficar próximo da média salarial. Já se você estiver empregado e em processo de negociação com outra empresa, é possível pedir um pouco mais.

Além disso, às vezes, uma empresa pode oferecer um salário menor do que o esperado, mas apresenta mais caminhos para que você se desenvolva em sua área ou alcance posições de liderança. 

Por isso, leve em conta também os benefícios que a empresa pode trazer para sua carreira. Tudo isso deve ser colocado na balança ao pensar sobre a pretensão salarial.

Descarte valores estratosféricos

Muitas pessoas, ao serem questionadas sobre a pretensão salarial, caem no erro de pedir um valor muito alto e fora do mercado. Elas pensam que conseguirão negociar depois, mas essa não é uma boa estratégia. 

Ao falar um valor muito acima do esperado para a vaga, a empresa pode entender que você não irá se contentar com menos e não tentar fazer uma contraproposta.

Por isso, procure apresentar uma remuneração realista, que esteja o mais próximo possível do seu perfil profissional e dos valores de mercado. 

Também não aposte em valores muito baixos

Assim como não é bom falar uma pretensão salarial absurda, o contrário também não é bem-vindo: nada de colocar um salário muito baixo. 

Mesmo que você já esteja há algum tempo sem trabalhar, não abaixe demais sua pretensão salarial. Esteja dentro da média para o cargo.

Você pode pensar que um salário mais baixo pode atrair os recrutadores, mas a ação pode ter o efeito oposto. 

Ao fazer isso, você pode acabar passando a noção de que o seu serviço é barato e de má qualidade, o que certamente o atrapalhará no processo seletivo. 

Vale a pena negociar o salário?

Não conseguiu exatamente o valor que pediu? Será que é hora de baixar a cabeça e aceitar o proposto pela empresa? Calma: a maioria das organizações tem margem para negociação. 

Se o processo seletivo avançou e você tem grandes chances de ser o escolhido, mas o salário ainda não é o bastante para você, comunique o recrutador. Sempre existe a possibilidade de apresentar uma contraposta.

Abaixo, trazemos algumas dicas que podem ajudar no processo de negociação: 

Seja firme 

Quando for questionado sobre salário, fale com firmeza e de forma direta. Não fique fazendo rodeios ou sendo evasivo. 

A entonação também conta muito, procure ser o mais natural possível. Nada de falar como se estivesse com vergonha do valor pedido ou de forma prepotente.

Passe confiança e esteja seguro do seu valor ao começar a negociação. 

Traga argumentos

Simplesmente dizer que você merece mais não é o suficiente para convencer o recrutador no processo seletivo. Você precisa de argumentos que atestem o porquê de você estar pedindo um salário mais alto do que o proposto. 

Vale falar sobre suas experiências anteriores e conquistas, além de trazer referências do mercado de trabalho. Tudo isso torna o processo de negociação mais favorável para você!

Leve em conta as oportunidades de crescimento

Você sabia que um salário um pouco abaixo da sua pretensão — mas o suficiente para você ficar confortável – pode ser mais interessante do que uma remuneração alta? Nós explicamos!

Mesmo que a empresa não ofereça o salário dos seus sonhos, ela pode proporcionar outros benefícios, como: possibilidade de crescimento, oportunidade de ter sua primeira experiência como gestor, viagens internacionais e desenvolvimento profissional. 

Esses são alguns dos fatores que podem ser vantajosos para você. Por isso, quando informar sua pretensão salarial, deixe claro que está aberto a ouvir sobre as oportunidades de crescimento. 

Você pode se surpreender e até conseguir uma promoção antes do que imagina!

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre pretensão salarial, explicando como determinar esse valor. Se você gosta de conteúdos sobre mercado de trabalho, não deixe de conferir outros textos do EAD FAESA: