Mercado de Trabalho

Quando é a hora de fazer uma reorientação profissional?

Por Redação   | 

 Tag: Mercado de Trabalho

Se você está insatisfeito com o andamento de sua carreira, pode ser que esteja na hora de fazer sua reorientação profissional.

Muitas pessoas escolhem suas profissões ainda muito jovem ou de acordo com a influência de amigos e familiares.

E com tempo, esse tipo de escolha pode se provar não tão positiva assim.

Nesses momentos, é interessante repensar as escolhas e, quem sabe, fazer uma reorientação profissional.

Você sabia que 4 em cada 5 brasileiros pensam em trocar de carreira?

Pois é, essa insatisfação é algo comum, mas pode ser resolvida entendendo suas aptidões e encontrando os melhores caminhos para a sua vida profissional.

Lembre-se que é sempre possível realinhar sua profissão ou mesmo trocar de carreira quando desejar, em vez de levar uma decisão feita tão cedo para o resto da vida, mesmo insatisfeito.

Neste artigo, você vai entender mais sobre a reorientação profissional e ver como repensar sua carreira!

Você vai conferir:

O que é a reorientação profissional?
Motivos que levam à mudança de carreira 
Como fazer uma reorientação profissional em 5 etapas 

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

 

O que é a reorientação profissional?

A reorientação profissional nada mais é do que encontrar novos caminhos para sua carreira, seja dentro da sua área ou trocando completamente de atuação.

No processo de reorientação profissional, é importante repensar sua carreira com cuidado, considerando suas insatisfações e o que espera da sua vida no futuro.

A reorientação profissional é uma ferramenta muito importante para alinhar expectativas e trilhar uma carreira que realmente trará os resultados que você espera, seja de satisfação profissional ou de realização pessoal.

Quando uma pessoa está insatisfeita com o trabalho, é muito comum que busque outras áreas de atuação, pensando em mudar completamente suas funções.

Porém, nem sempre a reorientação profissional precisa mudar completamente os rumos da sua carreira.

Muitas vezes, especializar-se em algo, fazer uma pós ou MBA dentro da área em que atua já pode mudar os rumos da sua carreira.

Assim, a reorientação profissional precisa ser pensada com cuidado. 

Principais motivos que levam profissionais a mudarem de carreira 

De acordo com a pesquisa da ADP Research, 4 em cada 5 brasileiros consideram mudar de carreira. Ou seja, a insatisfação e a preocupação com a vida profissional é algo comum no país.

Entre os motivos para isso acontecer, alguns pontos podem ser citados, como: 

  • escolha da carreira muito cedo na vida;
  • conhecer novas possibilidades quando entra no mercado de trabalho; 
  • busca por uma qualidade de vida melhor; 
  • busca por mais saúde mental; 
  • evitar ambientes de trabalho tóxicos; 
  • ter sido acometido por uma doença ocupacional na carreira anterior;
  • carreiras com retorno financeiro maior;  
  • declínio de algumas profissões, entre outros pontos.  

Com um mercado de trabalho que muda constantemente, é  normal também que as pessoas busquem sempre as profissões “em alta”.

Porém, na hora de pensar em uma reorientação profissional, é preciso levar outros pontos em consideração, como veremos a seguir!

Quando é a hora de fazer uma reorientação profissional?

Como fazer uma reorientação profissional em 5 etapas 

O processo de reorientação profissional está muito relacionado com o autoconhecimento.

Afinal, é momento de entender ao certo quais são as insatisfações e o que pode ser feito para mudar essa realidade.

Para quem está insatisfeito com a carreira, algumas etapas podem contribuir com a decisão de encontrar novos caminhos para trilhar. Veja abaixo:

1. Entenda quais são suas aptidões

Nem sempre a escolha da profissão é feita de acordo com as aptidões de cada pessoa. Muitas vezes, quem não gosta de lidar com números pode acabar em um cargo em que precisa verificar planilhas financeiras.

Além disso, muitas aptidões, como uma boa comunicação ou uma facilidade em elaborar estratégias, podem acabar sendo deixadas de lado quando a função exige mais pensamento analítico.

Por isso, o primeiro passo para quem está pensando em mudar de carreira é entender:  

  • O que você sabe fazer bem?
  • Quais tipos de tarefas você faz com mais facilidade? 
  • Seu pensamento é mais analítico ou criativo? 
  • Você prefere funções individuais ou com mais carga de trabalho em grupo
  • Tem aptidão para empreender ou prefere trabalhar no mercado corporativo?
  • Prefere cargos de liderança ou de estratégia?

Essas são algumas questões que valem a pena serem consideradas e podem nortear suas decisões.  

2. Liste suas insatisfações atuais

Outro ponto muito importante é listar as insatisfações do momento. Ou seja, entender ao certo o que na carreira atual não está agradando.

Muitas vezes, a pessoa gosta da área de atuação, mas não está cumprindo a função que deseja e, por isso, acaba ficando desanimada no trabalho.

Nesse caso, mudar de área não seria a solução, mas, sim, se preparar para ocupar o cargo que acha que mais combina com suas aptidões.

Por outro lado, essa insatisfação pode estar muito relacionada com a falta de aptidões para aquela área, fazendo com que o trabalho se torne desafiador e desinteressante, sem motivação para continuar crescendo na carreira.

Ou seja, entender exatamente qual é a insatisfação pode nortear sua decisão de trocar de carreira ou se especializar na que já atua, por exemplo.  

3. Defina seus objetivos profissionais e pessoais

Entendendo quais são as insatisfações, é hora de organizar os objetivos de vida e de carreira.

Nesse momento é importante entender o quanto sua vida profissional está relacionada com sua vida pessoal.

Como vimos, um dos grandes motivos das pessoas quererem trocar de carreira é para conquistarem mais qualidade de vida.

Então, não deixe esse fator de fora na hora de decidir como fará sua reorientação profissional.

Nessa etapa, tenha clareza e objetividade: 

  • O que gostaria de estar fazendo em 5, 10 ou 20 anos?  
  • Qual o formato de trabalho que deseja ter daqui a 5, 10 ou 20 anos? 
  • Como imagina a sua vida pessoal nesses períodos?
  • Quais conquistas profissionais deseja ter? 
  • quais cargos deseja assumir? 
  • Quando deseja se aposentar?  

4. Tome a decisão 

Um dos momentos mais difíceis de qualquer processo que envolva alguma mudança é tomar, de fato, a decisão de mudar.

Por isso, depois de avaliar os pontos anteriores, é hora de realmente entender o que você precisa fazer para conquistar aquilo que deseja.

Mudar de área e fazer uma nova graduação, investir em uma pós-graduação, fazer cursos livres, candidatar-se para novas vagas, entre outros pontos, precisam ser considerados na hora de tomar a decisão.

5. Invista em conhecimento, como uma pós-graduação 

Tomada a decisão, é hora de montar sua estratégia para entender quais caminhos tomar

Uma coisa é certa: seja para se manter na área de atuação ou para trocar, será necessário estudar e aprender algo novo dali para frente.

Isso porque muitas vezes as mudanças que o profissional deseja depende de algum tipo de conhecimento específico ou simplesmente aprimorar sua maneira de trabalhar, com habilidades técnicas e comportamentais.

Por isso, veja o que precisará aprender para conquistar a carreira e a vida que deseja para o seu futuro.

Investir em uma pós-graduação pode ser uma das melhores opções, pois você consegue ter um curso específico, na sua área ou em outra, que irá alavancar sua carreira.

No EAD FAESA, temos o programa Pós +Carreira.

Nele, o aluno conquista um certificado a cada 3 meses de curso, para que construa um currículo mais interessante mesmo antes de se certificar.

Conheça o programa Pós +Carreira EAD da FAESA!

Leia também:

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.