Enem

Sociologia no Enem: o que você precisa saber sobre a matéria

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Sociologia é uma das matérias trabalhadas ao longo do ensino médio e, por esse motivo, faz parte do conjunto de conhecimentos cobrados no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). 

Por ser um campo do conhecimento muito amplo e com diversas teorias, é muito comum que alguns estudantes se sintam meio perdidos na hora de estudar essas matérias – em quais assuntos devo focar? Quais os principais pensadores da área? Qual o melhor método de estudo para garantir um bom desempenho?

Se essas dúvidas são parecidas com as suas, este artigo é para você!

A seguir, vamos detalhar quais são os principais conteúdos de sociologia para o Enem e como se preparar para essa parte do exame. Fique conosco!

Aqui você vai ver:

Como é a prova de Sociologia do Enem 
Assuntos de Sociologia que mais caem no Enem 
Os sociólogos e pensadores que podem aparecer na prova 
Como estudar Sociologia para o Enem

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Como é a prova de Sociologia do Enem 

A matéria de sociologia faz parte da prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias do Enem, que engloba também história, geografia e filosofia.

Essa prova é composta por 45 questões objetivas. Desse total, a estimativa é que 9 perguntas sejam especificamente de sociologia. Esse número foi obtido com base na média de questões das edições anteriores –  ou seja, pode ser um pouco maior ou menor no próximo Enem. 

A avaliação de Ciências Humanas acontece no primeiro domingo de aplicação de provas, junto com Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e a redação. 

Essa etapa do exame costuma assustar muitos estudantes pela quantidade de texto dos enunciados e pelo curto período para realização das provas – 5h30 no total. 

Contudo, não existe motivo para se apavorar: com uma leitura cuidadosa e uma boa gestão do tempo, é possível dar a atenção necessária às questões e se sair muito bem na prova de Ciências Humanas. 

Os conteúdos de Ciências Humanas de acordo com a Matriz de Referência do Enem

Na Matriz de Referência do Enem, é possível conferir todos os conhecimentos cobrados no exame. Confira abaixo os conteúdos de Ciências Humanas e suas Tecnologias exigidos pelo Enem:

Diversidade cultural, conflitos e vida em sociedade

  • Cultura Material e imaterial; patrimônio e diversidade cultural no Brasil.
  • A Conquista da América. Conflitos entre europeus e indígenas na América colonial. 
  • A escravidão e formas de resistência indígena e africana na América.
  • História cultural dos povos africanos. A luta dos negros no Brasil e o negro na formação da sociedade brasileira.
  • História dos povos indígenas e a formação sócio-cultural brasileira.
  • Movimentos culturais no mundo ocidental e seus impactos na vida política e social.

Formas de organização social, movimentos sociais, pensamento político e ação do Estado

  • Cidadania e democracia na Antiguidade; Estado e direitos do cidadão a partir da Idade Moderna; democracia direta, indireta e representativa.
  • Revoluções sociais e políticas na Europa Moderna.
  • Formação territorial brasileira; as regiões brasileiras; políticas de reordenamento territorial.
  • As lutas pela conquista da independência política das colônias da América.
  • Grupos sociais em conflito no Brasil imperial e a construção da nação.
  • O desenvolvimento do pensamento liberal na sociedade capitalista e seus críticos nos séculos XIX e XX.
  • Políticas de colonização, migração, imigração e emigração no Brasil nos séculos XIX e XX.
  • A atuação dos grupos sociais e os grandes processos revolucionários do século XX:
  • Revolução Bolchevique, Revolução Chinesa, Revolução Cubana.
  • Geopolítica e conflitos entre os séculos XIX e XX: Imperialismo, a ocupação da Ásia e da África, as Guerras Mundiais e a Guerra Fria.
  • Os sistemas totalitários na Europa do século XX: nazi-fascista, franquismo, salazarismo e stalinismo. Ditaduras políticas na América Latina: Estado Novo no Brasil e ditaduras na América.
  • Conflitos político-culturais pós-Guerra Fria, reorganização política internacional e os organismos multilaterais nos séculos XX e XXI.
  • A luta pela conquista de direitos pelos cidadãos: direitos civis, humanos, políticos e sociais. Direitos sociais nas constituições brasileiras. Políticas afirmativas.
  • Vida urbana: redes e hierarquia nas cidades, pobreza e segregação espacial.

Características e transformações das estruturas produtivas

  • Diferentes formas de organização da produção: escravismo antigo, feudalismo, capitalismo, socialismo e suas diferentes experiências.
  • Economia agro-exportadora brasileira: complexo açucareiro; a mineração no período colonial; a economia cafeeira; a borracha na Amazônia.
  • Revolução Industrial: criação do sistema de fábrica na Europa e transformações no processo de produção. Formação do espaço urbano-industrial. Transformações na estrutura produtiva no século XX: o fordismo, o toyotismo, as novas técnicas de produção e seus impactos.
  • A industrialização brasileira, a urbanização e as transformações sociais e trabalhistas.
  • A globalização e as novas tecnologias de telecomunicação e suas consequências econômicas, políticas e sociais.
  • Produção e transformação dos espaços agrários. Modernização da agricultura e estruturas agrárias tradicionais. O agronegócio, a agricultura familiar, os assalariados do campo e as lutas sociais no campo. A relação campo-cidade.

Os domínios naturais e a relação do ser humano com o ambiente

  • Relação homem-natureza, a apropriação dos recursos naturais pelas sociedades ao longo do tempo. Impacto ambiental das atividades econômicas no Brasil. Recursos minerais e energéticos: exploração e impactos. Recursos hídricos; bacias hidrográficas e seus aproveitamentos.
  • As questões ambientais contemporâneas: mudança climática, ilhas de calor, efeito estufa, chuva ácida, a destruição da camada de ozônio. A nova ordem ambiental internacional; políticas territoriais ambientais; uso e conservação dos recursos naturais, unidades de conservação, corredores ecológicos, zoneamento ecológico e econômico.
  • Origem e evolução do conceito de sustentabilidade.
  • Estrutura interna da terra. Estruturas do solo e do relevo; agentes internos e externos modeladores do relevo.
  • Situação geral da atmosfera e classificação climática. As características climáticas do território brasileiro.
  • Os grandes domínios da vegetação no Brasil e no mundo.

Representação espacial

  • Projeções cartográficas; leitura de mapas temáticos, físicos e políticos; tecnologias modernas aplicadas à cartografia.

Assuntos de Sociologia que mais caem no Enem 

sociologia- no Enem - bonecos feitos de papel em roda

No tópico anterior, vimos os conhecimentos gerais cobrados na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias. 

Na Matriz de Referência, os conteúdos são expostos de forma mais ampla, sem distinguir o que cai especificamente de sociologia, filosofia, geografia e história no exame. 

Contudo, mesmo nesse documento não tenhamos essa referência, analisando as edições passadas do exame é possível identificar conteúdos específicos que aparecem mais frequentemente na prova. 

A seguir, trazemos os principais assuntos de sociologia que caem no Enem. Confira:

Questões da sociedade contemporânea 

Os debates sobre a forma como vivemos e nos relacionamos na contemporaneidade são os assuntos que mais aparecem nas questões de sociologia do Enem.

Tópicos como formação de identidade, comportamento nas redes sociais, individualidade x coletividade, papel da mídia na sociedade e relações líquidas são alguns dos mais recorrentes.

Além disso, problemas sociais atuais como desigualdade, educação insuficiente, desemprego, violência e criminalidade também merecem sua atenção na hora dos estudos. 

Teorias Sociológicas

As teorias propostas por Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber são fundamentais para se sair bem nas questões de sociologia do Enem. 

Os pensamentos desses sociólogos costumam ser cobrados frequentemente no exame, principalmente no sentido de identificá-los e compará-los.

Além disso, teóricos relacionados à Indústria Cultural também merecem sua atenção na hora dos estudos. 

Cidadania e Política

Cidadania e política são dois outros temas queridinhos do Enem. Essas temáticas englobam diversos pontos, mas especialmente a participação política dos cidadãos na sociedade, a importância do voto e seus direitos e deveres.

Diversidade Cultural e Estratificação Social

Diversidade cultural e estratificação da sociedade são dois temas que também merecem sua atenção nos estudos. 

Nesse sentido, vale revisar temas como cultura indígena, europeia e africana. Preste atenção especialmente em como elas influenciam no nosso comportamento atual e analise como lidamos com a diversidade – preconceitos, desigualdades e inclusão são tópicos que também entram nessa discussão.

Diferenças entre cultura popular e erudita também fazem parte desse campo e aparecem de forma recorrente no Enem. 

Trabalho e modelos de organização da sociedade

O processo de industrialização e a formação do capitalismo na Europa costumam ser temas abordados no Enem. 

A partir desses tópicos, você deve saber principalmente quais foram suas consequências e como se refletem nos modelos de trabalho e organização social da atualidade

Vale revisar também questões como os modelos de produção e a divisão social do trabalho.

Movimentos sociais

Os movimentos sociais foram o estopim para grande parte das mudanças que a humanidade atravessou ao longo da história. 

Por isso, conhecer os principais movimentos, especialmente da contemporaneidade, é essencial para se sair bem no Enem.

Os mais cobrados são aqueles que se iniciaram no século XX, como o movimento agrário, o negro, LGBT, ambientalista e feminista.

Nesse tópico, vale também se manter bem informado, lendo jornais, portais online e revistas, para se atentar às principais lutas sociais dos brasileiros da atualidade.

Os sociólogos e pensadores que podem aparecer na prova 

Além de assuntos recorrentes, existem também alguns pensadores que aparecem de forma frequente no Enem. Confira quais são: 

Como estudar sociologia para o Enem 

Agora que você já sabe os assuntos e os pensadores que mais aparecem na prova de sociologia do Enem, vamos a algumas dicas?

1 -  Mantenha-se bem informado 

Muitas das questões de sociologia que aparecem no Enem estão relacionadas a fatos da atualidade. 

Sendo assim, é indispensável que você leia jornais, portais online e revistas, ouça podcasts e assista documentários atuais para se manter bem informado. 

Isso permite que você aumente seu repertório cultural e esteja mais preparado para as questões de sociologia. 

2 - Deixe de lado a “decoreba” e estude de forma mais ativa

Desde a escola, é muito comum que os estudantes tenham o hábito de decorar os conteúdos para as provas, como uma forma de apreender melhor o conhecimento. E se a gente dissesse que essa não é a melhor alternativa para o Enem?

O Enem é uma prova que mistura diversos conhecimentos, não é à toa que as provas são por áreas do conhecimento, e não matérias. 

Isso exige do estudante um conhecimento aprofundado e habilidades para traçar paralelos e estabelecer relações entre os conteúdos. 

E para isso, não é suficiente decorar: você precisa estudar da maneira mais ativa possível, construindo um conhecimento mais embasado e duradouro.

Ou seja, na hora de estudar, não volte suas energias para decorar conceitos e nomes de sociólogos – busque compreender de forma objetiva os principais tópicos e os relacione entre si. 

Isso permitirá que você esteja mais preparado para responder às questões do Enem. 

4 -  Trabalhe a interpretação de texto

As questões de Ciências Humanas possuem enunciados longos e, muitas vezes, relacionam mais de um texto. Sendo assim, é essencial que você trabalhe sua capacidade de interpretação e tenha muita atenção ao que a questão está pedindo.

Isso certamente será um grande diferencial na hora de responder às questões de sociologia. 

5 - Faça exercícios 

Conhecer o perfil de questões do Enem é indispensável para se sair bem no Enem. Por isso, não fique só na teoria: pratique, faça simulados, revise as questões das edições anteriores. 

Todas essas dicas podem ajudá-lo muito a garantir um bom desempenho, deixando-o mais próximo da vaga na universidade dos seus sonhos.